No dia do Sommelier (29) , especialista ajuda a acertar na escolha do vinho

 
Ter um bom vinho a mesa para comemorar os momentos é uma tradição ainda cultivada hoje em dia. No entanto, ao longo do tempo, a bebida foi ganhando novas técnicas de cultivo, com novas uvas e combinações, o que fez com que uma variedade enorme de vinhos seja produzida.

Pensando nessa quantidade quase infinita, o sommelier Loy Longman, sócio dos restaurantes Ponte Nova, Bercy e Villa Cozinha de Bistrô, dá dicas essenciais para selecionar um bom vinho dependendo da ocasião.
De acordo com Longman, o espumante é um verdadeiro coringa nas estações mais quentes. Por serem servidos em temperaturas mais baixas, eles geram um maior frescor ao paladar. “Os espumantes se destacam, na maioria das vezes, com comidas leves, carnes brancas, peixes e saladas, além de ir bem em todas as etapas do jantar, da entrada à sobremesa”, afirma. Já o vinho tinto, o tipo de vinho mais consumido no país, acaba sendo servido com pratos mais suculentos, além de serem também associados a dias frios. Longman ressalta porém, que os brancos e rosés estão em alta ao redor do mundo, e como o verão está chegando, aposta na alta das vendas este ano.
 
Abaixo, Longman explica como harmonizar os tipos de vinhos dependendo do seu sabor. O sommelier reforça também, que muitas vezes a forma de preparo dos pratos interfere nesta harmonização. “Os molhos e forma de cocção pode dar mais corpo a uma carne leve como o porco, fazendo com que tenhamos que fazer um up-grade no vinho, para um Merlot ou, até um Malbec” afirma.
 
Harmonização com vinho branco:
Sauvignon Blanc: aperitivos, queijos suaves, carne de porco, aves, massas com molhos suaves, salmão e frutos do mar.
 
Riesling: coquetéis, aperitivos, comida asiática.churrasco, carne de porco, aves, atum, mariscos, frutos do mar e frutas e sobremesas.
 
Pinot Gris: queijos suaves, carne de porco, aves, massas com molhos suaves e frutos do mar.
 
Chadornnay: queijos suaves, queijos fortes, sanduíches, carne de porco, carne de ovelha, massas com molhos encorpados, salmão, atum, mariscos e frutos do mar.
 
Harmonização de Vinhos Tintos:
 
Cabernet Sauvignon: queijos fortes e carnes vermelhas, como a de cordeiro.
 
Pinot Noir: queijos leves, carnes vermelhas magras, carne de porco, aves, carneiro, massas com molhos encorpados, atum, salmão e frutos do mar.
 
Merlot: todos os tipos de queijo, churrasco, massas com molhos encorpados e aves.
 
Malbec: Perfeito com um bom corte de picanha. A suculência da carne empresta frescor ao vinho
 
Beaujolais: Coringa no mundo dos tintos, harmoniza com diversos pratos, entre eles: aperitivos, queijos leves, carnes vermelhas, carne de porco, comida asiática, massas leves, aves, salmão, frutos do mar, frutas e sobremesas.

Leave your comment