Dia dos Avós pede comemoração com receita especial: aprenda a fazer o tradicional Bobó de Frango

No dia 26 de julho é comemorado o Dia Mundial dos Avós. A data foi escolhida porque na tradição católica esse é o Dia de Sant’Ana e de São Joaquim, os pais de Maria, e, portanto, os avós de Jesus. Pensar em avós para a grande maioria das pessoas é lembrar da infância, de momentos gostosos e, principalmente, do cheirinho da comida no fogão. Pensando nisso, a revista Malagueta e a Predilecta separaram uma receita especial para a ocasião: bobó de frango. Uma grande curiosidade deste prato é que a receita é tão antiga que na época que começou a fazer parte da mesa das famílias, sequer existia o creme de leite para fazer o molho branco.

Confira os ingredientes e o passo a passo dessa deliciosa lembrança de Avó. Uma boa sugestão para a data é, se você ainda tiver os seus avós presentes, cozinhe para eles e tenha um almoço ou jantar ainda mais especial.

Bobó de Frango

• 4 peitos de frango temperados da maneira que preferir (sal, alho, pimenta, limão)
• Cebola e alho para refogar o frango
• 4 colheres de sopa de Extrato de Tomate ou Extrato de Tomate Livre Predilecta (sem adição de açúcar e sal)
• 1 lada de Milho Verde Predilectaou Milho Verde Livre Predilecta (sem adição de açúcar e sal)

Ingredientes para o molho vermelho:
• 4 tomates maduros
• 1 cebola grande
• 1 colher de molho inglês 
• Salsinha, cebolinha e alho a gosto.

OBS. Caso goste, você pode acrescentar ½ pimentão verde ou vermelho

Ingredientes para o molho branco:
• 1 litro de leite
• 4 colheres de sopa de amido de milho
• Sal a gosto

Modo de preparo:
• Refogue o frango temperado até ficar macio junto com o Extrato de Tomate
• Desfie o frango e reserve
• Bata os ingredientes do molho vermelho no liquidificador até ficar homogêneo e coloque na panela usada para refogar o frango
• Deixe ferver por 15 minutos
• Enquanto o molho vermelho ferve, faça o molho branco fervendo o leite com o amido de milho e sal, mexendo constantemente, até engrossar.
• Na panela do molho vermelho, misture o frango, o milho verde Predilecta e o molho branco. 
• Mexa bem e pronto.

Dica 1: Caso o bobó tenha ficado muito liquido para o seu paladar, basta engrossar com amido de milho.

Dica 2: Sirva acompanhado de arroz branco e batata frita.

Alquimia de sabores. Cervejarias apostam cada vez mais em ingredientes inusitados na composição das cervejas

Cacau, rapadura, banana, coentro, avelã. Cresce a quantidade de ingredientes regionais nas cervejas artesanais


Refrescantes, leves, amargas, puro malte. As cervejas artesanais chegam com receitas diferentes, e muitas já abusam dos ingredientes próprios da região, as vezes considerados inusitados ou estranhos, de acordo com o paladar do bebedor, a exemplo do cacau, rapadura, banana, jabuticaba, caju. “Ousar na composição da cerveja é um grande desafio. Saber misturar corretamente os ingredientes, fazendo com que exista um sabor único e harmônico é fundamental ”, afirma o sócio da cervejaria DeBron Bier, Eduardo Farias.

A criatividade e essa harmonia de sabores é admirada, no entanto deve ser feita com cautela. “É necessário ter cuidado na hora de combinar, para que não se lance no mercado uma cerveja sem identidade alguma. Com mix de ingredientes que não tem nada a ver e não se harmonizam”, afirma o outro sócio da cervejaria, Thomé Calmon . Desta forma, é preciso que o cervejeiro saiba a dose certa dos ingredientes, quantidades e a variedade que será utilizada na receita.

Cervejas que levam ingredientes especiais:

Weizen – É uma cerveja de trigo de alta fermentação, inspirada nas típicas receitas da Baviera, região sul da Alemanha. De coloração amarelo claro, ligeiramente turva, com espuma abundante, possui aromas e sabores intensos, ressaltando esteres frutados que lembram banana, cravo e noz.

IPA – A DeBron IPA é uma cerveja forte e clara. Sendo um exemplo autentico do estilo americano Pale Ale fabricado no Brasil. Tem o amargor característico seco refrescante, com notas condimentadas, aroma frutal, floral e cítrico.

Witbier – É um estilo típico da escola belga. leva trigo e tem textura saborosa e cremosa. É uma cerveja cuidadosamente condimentada com sementes de coentro, raspas de laranja e limão siciliano.

Imperial Stout – Cerveja bem peculiar com um toque nordestino. A Imperial Stout tem em sua composição rapadura e amêndoas de cacau.

NutIPA – De cor marrom, é leve e vem com sabor suave e dulçor de amêndoas de avelã e cacau. Ela possui em sua composição adição de nibs de avelã e cacau, ingredientes bem presentes no aroma e sabor da bebida. Lúpulos cítricos e nuts também foram adicionados à receita, trazendo equilíbrio a bebida e deixando o amargor mais aveludado. A cerveja apresenta 6,5% ABV e 65 IBU.

Coxinha mais fácil

A empresa Loucos por Coxinha firma parceria com a Uber Eats para proporcionar mais comodidade aos seus clientes, que poderão receber os produtos no conforto de sua casa ou no local de sua preferência. A partir do dia 22 de julho, em todas as unidades do Loucos por Coxinha, o serviço estará disponível. O empresário Pablo Farias esteve em São Paulo juntamente com o diretor de marketing Fábio Azevedo e visitou a empresa Uber, para consolidar a parceria.

A Loucos por Coxinha é uma empresa de Natal (RN) que tem três unidades em Pernambuco (duas em Recife e uma em Jaboatão). No cardápio destaque para as coxinhas tradicionais de frango, calabresa, carne de sol e queijo; além das de churros, doce de leite e chocolate.

UniFBV|Wyden sedia curso de Sommelier de Cerveja com certificação internacional

O Science of Beer, instituição com sede em Florianópolis (SC) e responsável por promover cursos voltados ao mercado cervejeiro desde 2010, realiza neste ano, em parceria com o Centro Universitário UniFBV|Wyden, o curso de Sommelier de Cerveja, com início em outubro. A capacitação é voltada para amantes da bebida, cervejeiros, garçons, profissionais do vinho, gastrônomos, formadores de opinião, degustadores, comerciantes e entusiastas que desejam aprimorar o conhecimento técnico que envolve a cerveja.


Com carga total de 80 horas/aula, o curso de Sommelier de Cerveja abordará conteúdos como introdução à história da cerveja, processos cervejeiros – moagem e maltes, mostura e água, fervura e lúpulos, fermentação e leveduras, maturação e envase – além dos tipos de fermentação, técnicas de degustação, entre outras temáticas.


Após a capacitação, o sommelier estará apto a conhecer e avaliar os diferentes estilos de cerveja, dominar as técnicas de degustação e identificar suas características organolépticas, executar com perfeição o serviço de cerveja e outras bebidas e elaborar cartas de bebidas e organizar estoques, tudo com certificação internacional pelo Instituto Cervezas de América e pelo World Beer Academy.

Os encontros do curso de Sommelier de Cerveja acontecem nos dias 26 e 27 de outubro, 23 e 24 de novembro, 14 e 15 de dezembro e 18 e 19 de janeiro de 2020, com aulas ministradas pela beer sommelier Amanda Reitenbach. Mais informações pelo telefone (81) 3081.4444 ou pelo e-mail info@scienceofbeer.com.br.

Existe realmente motivo para deixar de comer carne? Especialistas comentam

Com o aumento do vegetarianismo e do veganismo, que estão em evidência, supostamente como alternativa de vida mais saudável e sustentável, muito tem se falado sobre o assunto, que divide a opinião de especialistas.

A nutricionista Bella Falconi, conhecida também como uma das principais formadoras de opinião do país no assunto vida saudável e alimentação, com milhões de seguidores nas redes sociais, acredita que optar por eliminar a carne da dieta tem mais a ver com filosofia e convicções do que outros aspectos: “os estudos apontam que o homem não é biologicamente designado para abolir o consumo de carne da alimentação, e sim para comer de tudo, inclusive carne. Temos dentes pequenos e sistema digestivo curto, características de onívoros. Logo a escolha de comer ou não carne tem a ver com diversos outros fatores, salvas as possíveis e raras intolerâncias ao alimento”.

Bella acredita, no entanto que é possível ter uma alimentação de qualidade ao optar por abolir a carne da alimentação, ao se observarem algumas recomendações: “eu não sou vegetariana nem vegana. É comum, devido à falta de informação, que as pessoas critiquem pessoas que adotam dietas vegetarianas, com algum consumo de derivados animais, ou totalmente veganas simplesmente por achar que é errado ou que haverá déficit nutricional. No entanto antes de optar por eliminar a carne da sua dieta, seja por qual motivo for, é importante consultar um profissional”.

Indo mais profundo que a questão dietética, o filósofo Fabiano de Abreu defende que o fato do ser humano comer carne foi essencial para o desenvolvimento intelectual da espécie: “se a base intelectual evolutiva se deu pela carne, os veganos poderão ser o teste que prova se podemos ou não regredir na evolução ou estabilizar. Sempre me perguntaram o motivo pelo qual se o ser humano veio do macaco, por que ainda existem macacos e eles não evoluíram. Minha resposta sempre foi simples: comíamos carne e até hoje a maioria come carne”.

Fabiano acredita que a moda vegana do presente poderá determinar em um futuro novos padrões que serão estudos de caso: “hoje a moda é vegana, não sou cientista para determinar se os veganos farão uma geração futura regressiva, estabilizada ou se evoluirá a base de outras proteínas que não seja da carne. O futuro responderá a esse tema. Mas não acho certo os veganos e demais recriminarem os que comem carne se isso foi parte de nossa evolução e está em nosso instinto. Por isso primatas não comem carne”.

Cervejaria Ambev abre as portas para visitação de graça com direito a degustação

Aproveitando a chegada das férias de meio de ano, quando a procura por opções de passeios começa a crescer, a Ambev intensifica seu programa de abertura de cervejarias e oferece tours gratuitos, entre as opções está a Cervejaria de Itapissuma, no Grande Recife. As visitas são abertas ao público e podem ser realizadas às sextas, sábados, além do primeiro domingo de cada mês.


Com mais de duas horas de duração, o tour é uma experiência cervejeira do início ao fim. Na primeira etapa, os participantes conhecem todo o processo de brassagem, quando o malte e água são misturados. Na sequência, é possível ver os momentos de fermentação e maturação e, no momento da filtração, provar a cerveja segundos depois de pronta, direto do tanque. O público ainda poderá ter uma aula sobre a história da bebida com o time de mestres-cervejeiros da Cervejaria Ambev. Desde a antiguidade até os dias atuais, passando pelas escolas cervejeiras, mitos, verdades e curiosidades.
No final, os visitantes podem provar alguns rótulos elaborados pela Cervejaria Ambev harmonizados com petiscos clássicos e aprender a degustar a bebida com combinações.

Uma novidade é que também é possível agendar visitas para grupos de estudantes e empresariais, que podem ver de perto todo o processo de controle de qualidade dos ingredientes.Todas as informações sobre os tours podem ser encontradas em https://www.ambev.com.br/beer-lovers/. A participação é restrita para maiores de 18 anos.

Serviço:

Cervejaria Ambev – Itapissuma Endereço: Endereço: Rod BR-10, KM 34, S/n – Botafogo, Itapissuma – PE

Inscrições:

cervejaria_pernambuco@visitasbeerlovers.com.brDias e horários: Sextas 8h30 e 13h; Sábados 9h30 e 14h. 1º Domingo do mês às 10h30

UNIFBV realiza curso de cozinha molecular

Para explicar as técnicas da cozinha molecular os chefs Rafael Andrade e Robson Lustosa realizam neste sábado, dia 15/6 (das 13h às 17h) curso no Centro Universitário UniFBV, na Imbiribeira.

O curso voltado para chefs de cozinha e estudantes de gastronomia, irá abordar esterificação básica e inversa, gelificação Ágar-agar, espessante Goma Xantana, ares, espumas e tansglutaminase.

O investimento do curso é de R$ 450,00 (pode ser parcelado em 3 vezes).

Mais informações pelo telefone (81) 9.9653.0138.

Bolo de Milho é uma ótima opção para deixar sua Festa Junina mais gostosa

O mês de junho chegou e com ele começam as festas juninas. Tradicional nesta época do ano, o milho é considerado um superalimento, pois, além dele ser fonte de energia, devido aos carboidratos, tem na sua composição antioxidantes, vitaminas, minerais e fibras alimentares, que são importantes aliados na manutenção da saúde. E pensando em deixar suas comemorações mais nutritivas, gostosas e sem que você perca muito tempo na cozinha, a revista Malagueta e a Predilecta separaram esta receita deliciosa e prática de Bolo de Milho em conserva.

Bolo de milho com coco e leite condensado

• 1 lata de milho Predilecta
• 1 colher de sopa de margarina
• 3 ovos inteiros
• 1 lata de leite condensado
• 1 pacote de coco ralado
• 1 colher de sobremesa de fermento

Modo de Preparo:
Bata o milho, a margarina e os ovos inteiros no liquidificador por pouco tempo para que o milho não se desfaça por completo. A crescente o leite condensado e o coco ralado e bata mais um pouco, mas lembre-se de não deixar o milho se desfazer. Por fim, acrescente o fermento e misture bem.
Despeje a massa em uma forma untada com margarina e farinha e leve ao forno pré-aquecido. Aguarde de 30 a 40 minutos. Quando o bolo estiver dourado, estará pronto, e é só esperar esfriar e servir. Se quiser, mel pode acompanhar a fatia.

Mercado de Cafés


Adriana Lucena e Lorena Varejão, sócias do recém inaugurado Café Pellicano, que funciona no coworking Be.Work, na Praça de Casa Forte estão investindo em cervejas artesanais e vinhos para o happy hour no jardim da casa de 500 m2 onde funciona o café. No cardápio destaque para as opções veganas como o queijo de castanha com páprica defumada e torrada de arroz, kibe de soja e o antepasto de berinjela.

Nova cerveja artesanal homenageia pouso do Zeppelin no Recife

Lançamento do novo rótulo abrigará exposição fotográfica com registros do pouso do dirigível no Recife, na década de 30

Em 22 de maio de 1930, às 19h35, desembarcava pela primeira vez no Recife o dirigível LZ 127 Graf Zeppelin, sendo também o primeiro veículo aéreo a cruzar o Oceano Atlântico, vindo da Europa para a América Latina. Para celebrar este momento histórico, será lançada hoje, na mesma data e horário, a cerveja artesanal Zeppelin Bier. A bebida foi elaborada ao estilo Kölsch, com inspiração nas tradicionais cervejas alemãs, mesmo país de origem da aeronave.

O evento será no recém-inaugurado Mercado da Torre. Além da apresentação e degustação da cerveja, o público também poderá conferir uma exposição fotográfica do pouso do Zeppelin no Recife, coordenada pelo artista plástico Jobson Figueiredo, responsável pela restauração da Torre do Jiquiá, único equipamento de atracação de dirigível ainda de pé no mundo. Ao final do evento, os organizadores prometem surpreender os convidados com novidades que serão lançadas com a marca Zeppelin Recife.

SOBRE A CERVEJA – Uma bebida inspirada em um veículo aéreo não poderia ter outra característica principal que não fosse a leveza. Criada dentro desse conceito, a Zeppelin Bier tem perfil aromático, apresentação e sabor mais leves do que as tradicionais artesanais. O estilo Kölsch, na qual ela se inspira, é bem peculiar da Alemanha. Tão leve, que chega a lembrar uma Pilsen. É considerada uma cerveja híbrida, por reunir características de fermentação Larger e Ale.

HISTÓRICO – Segundo relatos históricos, o LZ 127 Graf Zeppelin tinha 236 metros de comprimento e realizou grandes viagens no início do século 20. Para receber a primeira visita do Zeppelin, o Recife passou meses se preparando. Na época em que o dirigível desembarcou no Recife, o prefeito chegou a decretar feriado municipal. De acordo com os registros de jornais da época, cerca de 15 mil pessoas foram até o Jiquiá acompanhar a chegada da aeronave.