Cuidados com a alimentação no carnaval

Comer na rua, delivery de fast foods e bebida alcoólica é a cara do carnaval pra muita gente. Mas, para a alegria durar além dos dias de festa, os foliões precisam ter cuidados especiais com a alimentação. De acordo com a coordenadora e professora do núcleo de pós-graduação em nutrição da Faculdade IDE Joyce Moraes é bom evitar sair para farra em jejum. “O desjejum deve ser caprichado, pois é a refeição mais importante no período e irá garantir energia suficiente para se pular até o horário da próxima, já que dificilmente terá hora certa para ocorrer”.

A sugestão da nutricionista é colocar uma fonte de proteína, como ovos, carnes ou frango, adicionando uma raiz, a exemplo do inhame, macaxeira e babata doce. “Nessa refeição, não pode exagerar na fritura, pois o folião pode ficar enjoado na hora da folia. Frutas fontes de potássio, como banana e abacate, também são boas opções para o café da manhã, que vão evitar cãibras e garantem o um bom funcionamento do sistema muscular”, explica. Outra sugestão é incluir os cereais integrais na dieta, como a granola, a aveia e os farelos, pois são uma ótima fonte de energia e retardarem a sensação de fome por mais tempo.

Ao cair no passo, o folião também acaba caindo em tentação com a grandes ofertas de comidas nas ladeiras e avenidas. O primeiro ponto é beber bastante água e água de coco, sendo recomendado de dois a três litros por dia para evitar desidratação, principalmente se estiver consumindo bebidas alcoólicas, que também vai evitar ressacas. “E as bebidas devem estar bem geladas para não causarem náuseas”, sugere a docente.

Cuidados ao comer na rua

Já o coordenador e professor da pós-graduação em controle de qualidade dos alimentos da Faculdade IDE, Fábio Portella, alerta também para a origem dos alimentos folia, visto que a maioria das pessoas acaba comendo na rua. “O folião deve ficar atento ao tipo de comida e como ela está acondicionada. Mariscos, frutos do mar, alimentos muito manipulados, como pastelões, tortas, maionese, molhos e cremes, devem ser evitados, pois exigem rigorosos controle de qualidade, que muitas vezes não possui logística adequada no meio do carnaval”.

Entre as dicas, preferir alimentos lacrados e evitar amendoim cozido, pelo risco potencial de contaminação por aflatoxinas, toxina fúngica. “Em caso de dúvida, solicitar o certificado emitido pela Vigilância Sanitária Municipal/Estadual. Este certificado deve ficar visível, mas caso não esteja, o consumidor pode solicitar”, orienta Fábio. Sobre os produtos que, geralmente, ficam expostos nas barraquinhas, o professor conta que há riscos de contaminação, mesmo se aquecidos.

“O problema da chapa com carne e macaxeira, por exemplo, é saber como eles foram acondicionados antes do preparo e nas condições higiênicas da própria chapa. Além disso, a macaxeira, devido ao alto teor de carboidratos, pode fermentar, caso sofra contaminação bacteriana, e a carne, devido ao elevado teor de nutrientes, é um alimento de extrema perecibilidade. Logo, caso esses alimentos já estejam estragados ou contaminados, o preparo, mesmo com o calor da chapa, não vai garantir a segurança do alimento”, finaliza o professor.

Exagerou? Confira as dicas para o dia seguinte

E pra quem exagerou na festa, a sugestão da professora de pós-graduação em nutrição Joyce Moraes é tomar gengibre em pó pela manhã, que pode ser misturado no suco, café ou água, garantindo o bom funcionamento do estômago e do fígado. “Já chás como boldo, alcachofra, hibisco, alecrim e dente-de-leão podem auxiliar nos sintomas da ressaca. Deve-se ingerir uma xícara de manhã e outra ao chegar da folia e outra antes de dormir, sem adoçar”, detalha Joyce.

Segundo a nutricionista, uma boa receita para preparar o fígado para a folia é bater duas folhas de couve com talo e tudo, adicionar uma fruta, água de coco e um pedaço de gengibre. É só bater tudo no liquidificador e tomar sem adoçar. “Sugiro beber a vitamina pela manhã, ao acordar, e à noite, antes de dormir”. Outra receitinha é bater duas colheres de sopa de clorofila com suco de laranja ou de abacaxi e cubos de gelo. Essa pode adoçar! É outra ideia para tomar no desjejum ou à noite, após ingestão de bebidas alcoólicas.

Dicas Malagueta – Olha que massa essas ideias para você montar uma tábua de queijos incrível na Ceia de Natal

A Ceia de Natal é sempre muito esperada, afinal estamos falando da mesa mais farta do ano. Para ajudar a incrementar os preparos da noite, a revista Malagueta e a Tirolez, uma das mais tradicionais marcas de laticínios do País, ensinam como preparar uma saborosa tábua de queijos.

Em primeiro lugar, deve-se escolher uma combinação que agrade a todos os paladares, para isso invista em texturas e sabores diferentes. Além disso, como no Brasil o Natal ocorre no verão, os queijos de massa mais firme e com boa resistência fora da geladeira são ideais. Outra dica é dispor de pelo menos cinco tipos de queijos, assim a tábua é composta por uma boa variedade de opções, além de surpreender com um visual estético bem interessante!

As sugestões são: Gorgonzola, picante e salgado, combina bem com sabores adocicados, como uvas e geleias doces; Reino, com textura firme e também picante, cai muito bem quando harmonizado com frutas in natura ou geleias de frutas; Emmental, com sabor mais suave, ligeiramente adocicado, possui olhaduras (furinhos) que proporcionam um visual atraente para a mesa; Parmesão, de sabor intenso e picante, possui textura quebradiça e granular. Pode ser consumido sozinho, em lascas. Experimente adicionar mel e surpreenda-se com o sabor; Edam, que vai muito bem com frutas frescas ou secas por ter sabor mais doce; e Brie, tradicional queijo francês, de casca aveludada, centro macio e cremoso, sua textura se intensifica à medida que amadurece. Quando mais “novo”, mais firme é o centro e quanto mais maturado, mais cremoso. Harmoniza muito bem com geleias e mel e, assim como outros queijos, também pode ser consumido sozinho.

Agora, confira a seguir mais dicas para a montagem da sua tábua:

• Escolha uma tábua de madeira de tamanho compatível com a quantidade de queijos;

• Calcula-se, em média, 100 gramas de queijo por convidado. Ex: para 10 pessoas, estima-se aproximadamente 1 kg, então entre os tipos de queijo escolhidos, você pode fazer a divisão de acordo com sua preferência. Disponha os queijos em quantidades proporcionais ao número de convidados, isso facilita para que todos se sirvam.

• Uma boa dica é utilizar cortadores de biscoitos para dar forma aos queijos. Também é possível cortar em formato triangular, fazendo alusão à árvore de Natal. Importante: fatie o queijo com espessura de 1 centímetro antes de cortar no formato desejado;

• Todos os queijos caem muito bem com frutas secas características do Natal, como damascos e tâmaras. Elas incrementam muito bem a tábua de queijos, ao lado de nozes, castanhas e amêndoas;

• As cores que simbolizam o Natal são o vermelho e o verde. Sendo assim, aproveite a casquinha do queijo Edam para dar uma cor característica à mesa. Feita com corante alimentício pode ser consumida tranquilamente;

• Os vinhos brancos secos são uma excelente harmonização. Esses vinhos devem ser servidos gelados, mas para o Gorgonzola, a combinação ideal é o vinho do Porto, adocicado;

• Se desejar, vale personalizar a tábua com plaquinhas escritas à mão, indicando quais são os tipos de queijos disponíveis.

Mesa farta e sem trabalho nas comemorações de final do ano

Contratar ceias para a noite de Natal e Revéillon é uma boa opção para confraternizar sem gerar trabalho na cozinha

Não há nada mais gostoso nas festas de final do ano do que reunir a família e amigos para confraternizar. Para dar aquela mãozinha para quem não sabe cozinhar, não tem tempo ou simplesmente não quer ter trabalho nas comemorações de Natal e Revéillon, uma boa opção é contratar o buffet pronto.

A Maria das Festas, que há mais de 20 anos está presente nas comemorações dos pernambucanos com serviços de buffet e decoração, montou um cardápio bastante eclético, trazendo dos pratos mais tradicionais a opções mais diversificadas, seja na entrada, ou no prato principal.

Para abrir a noite, uma boa opção é o Damasco recheado com queijo feta em crosta de pistache (R$ 4,50 a unidade), a Mini batata ao forno com brie e crocante de parma (R$ 3,90) ou a Burrata com tomate cereja grelhada ao pesto (R$ 39,00).

Também prometem fazer sucesso os salgadinhos de festa, como a tradicional mini coxinha de galinha que ganha um toque especial com a crosta de panko (R$ 1,40), a coxinha de costela bovina (R$ 1,40), o pastel de festa com carne suína (1,80) e a empadinha de camarão com catupiry (R$ 3,50). Para os fãs de camarão, há ainda a opção empanado (R$ 3,50) e recheado com mix de queijos em crosta de fubá (R$ 4,50).

Entre os quiches, há opção de queijo do reino, alho poró, tomate seco com ricota e de camarão. Os preços variam de R$ 75 a R$ 90 o quilo. Para quem não resiste a um queijinho, as opções de queijo brie prometem arrancar suspiros. Ele pode ser em crosta de castanhas, nozes e amêndoas com mel de vinho (R$ 180/kg) ou envolto fíllo com geleia de damasco (R$ 140/kg).

Para prato principal, há opções com bacalhau, camarão, filé mignon e os tradicionais assados, como o Peru inteiro recheado com farofa rica (R$ 85/kg), Tender sem osso ( R$ 100), Pernil de porco ao molho de laranja com alecrim (R$ 85/kg) ou Pernil de cordeiro ao molho de hortelã (R$ 120).

Entre os pratos com filé mignon, tem o arrasador Medalhão em crosta de grana padano e ervas (R$ 150), em corte escalope, acompanhado de molho madeira, gorgonzola ou dijon (R$ 130) e Filé Wellington, envolto em massa folhada assada (R$ 150/kg).

Para os adeptos dos frutos do mar, tem salada de bacalhau (R$ 100), Gratin de bacalhau (R$ 135), Brandade de bacalhau (R$ 135) e opções com camarão, como o Cremoso ao molho de queijo (R$ 140) e à moda pernambucana (R$ 140).

E um detalhe que faz toda a diferença é que todos os pratos principais dão direito a um acompanhamento de cortesia, que pode ser o Arroz de Festa, que leva castanhas, passas, vagem e cenoura, Arroz com Lentilhas, Couscous Marroquino ou Farofa Super Rica, preparada com bolacha, castanhas, passas, ameixas e damasco.

Para fechar com chave de ouro, o menu de Natal e Revéillon da Maria das Festas também conta com massas. Rotoloni de ricota com nozes (R$ 80) e Raviolli de mussarela de Búfala (R$ 90) e de camarão (R$ 95) fecham as opções. Podem ser servidas com molho pomodoro, pesto ou de queijo.

Todos os pratos podem ser servidos em descartáveis ou montados em travessas fornecidas pelos clientes. Os pedidos para a véspera de Natal devem ser realizados até o dia 19 de dezembro, enquanto que as encomendas para a noite de Revéillon devem ser fechadas até o dia 27. Para encomendar, ter acesso ao menu completo ou mais informações, entre em contato por meio do telefone: 81 98239-9624.

Serviço:
Maria das Festas
Endereço: Rua Manuel de Carvalho, 143, Aflitos
Telefone: 81 98239-9624

Final de ano movimenta setor de panificação

O mercado de padarias e delicatessens investem forte em produtos ligados ao período de final de ano. Em média o crescimento é entre 5% e 15% dependendo do perfil do empreendimento, Para se ter uma ideia, no Natal do ano passado, o panetone esteve em metade dos lares do país. A venda do produto contribuiu para que o setor de panificação faturasse cerca de R$ 700 milhões em 2018, de acordo com uma pesquisa feita pela Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos.

Com duas unidades no Recife (Casa Amarela e Aflitos), Marcelo Silva, proprietário da padaria Parla Deli está com uma expectativa de crescimento de 10% em relação ao período dos festejos natalinos do ano passado. Para o empresário o segredo é investir na diversidade de produtos, inovar em itens para os clientes e trabalhar um melhor atendimento ao consumidor.

Na maioria das padarias além das compras de últimas hora dos perus, chesters e tenders, o que reforça o caixa neste período são as encomendas. Na lista estão as tradicionais empadas, coxinhas e salgadinhos, mas além disso temos os itens assados citados anteriormente, somando-se as rabanadas, tortas e pratos para a ceia de Natal e ano novo.

Serviço:
Parla Deli Aflitos – Av. Rosa e Silva, 1305 (em frente ao Country Club). Telefone (81) 3268-5849
Parla Casa Amarela – Estrada das Ubaias, 147, Casa Amarela. Telefone (81) 3034.0422

Dicas Malagueta – Bag in Box – mesmo após aberto o vinho continua conservado

Para muitos apreciadores de vinho que adoram tomar uma tacinha para relaxar é um desperdício abrir uma garrafa inteira, pois logo depois de aberta tem início o processo de oxidação do vinho, e a partir daí não tem mais volta, pois ele vai perdendo suas qualidades pouco a pouco.

Uma solução encontrada no mercado, já consagrada em muitos países, especialmente na França, Austrália, Estados Unidos e Suécia, porém pouco difundida ainda no Brasil é a Bag in Box, cujo vinho vem embalado dentro de uma caixa em uma bag e possui uma torneirinha, desta forma, quando o vinho vai sendo consumido o saco vai murchando, e isso não permite a entrada de ar, o que evita a oxidação rápida do vinho e ele dure mais tempo.

A Bag in Box tem um ótimo custo benefício, pois uma caixa de 3 litros corresponde a quatro garrafas de vinho de 750ml e uma vez mantido na geladeira pode durar mais de 30 dias. Por isso, buscando sempre apresentar os melhores produtos aos seus clientes, a Costazzurra destaca em seu portfólio a Bag in Box na versão 3 litros de vinho tinto Quinta da Espiga. O vinho de aroma de frutas Silvestres e frutas secas, que apresenta na boca notas intensas de cereja preta e cássis, com final de boca persistente e taninos suaves é produzido pela Casa Santos Lima, em Lisboa, uma das maiores e mais conceituadas vinícolas da região.

A Costazzurra sugere a Bag in Box para quem gosta de tomar uma tacinha à noite para relaxar, para quem é a única pessoa na casa que bebe vinho ou mora sozinho, para aqueles que dispensam o glamour da cerimônia de abrir uma garrafa com rolha, ou ainda gosta de cozinhar e fazer receitas com vinho, bem como para festas e confraternizações, afinal o custo benefício vale a pena.

Preço sugerido: Bag in Box Quinta da Espiga Tinto 3 litros R$ 127,00.

Costazzurra (11) 3018-2300 

Dicas Malagueta – 9 alimentos que são ainda melhores juntos

Que uma alimentação balanceada faz bem para o nosso organismo, todo mundo já sabe. Mas você sabia que ao unir alguns alimentos, eles trazem ainda mais benefícios a nossa saúde? Segundo a nutricionista e pesquisadora Aline Quissak, existem alimentos que, quando consumidos juntos, acabam potencializando suas propriedades, e essa sinergia – combinação – faz muito bem para o nosso corpo. Abaixo, uma lista com 9 alimentos que são ainda melhores juntos do que separados, para que você possa inserir no seu dia a dia.

1) Cúrcuma e Pimenta do Reino.A curcumina presente na cúrcuma (açafrão da terra) é um dos anti-inflamatórios naturais mais poderosos que existem. Mas o infelizmente o nosso corpo não consegue absorver. E para isso precisa da piperina, encontrada na pimenta do reino, para potencializar sua absorção em mais de 1000x. Além disso, a melhor proporção para esse efeito é 3:1 (a cada 3 medidas de cúrcuma, uma de pimenta do reino).

Consumo recomendado: 1 colher de chá por dia de cúrcuma para efeitos medicinais dessa raiz.

2) Banana e NozesA banana é a queridinha das frutas: prática, simples, docinha e com preço acessível. Ela é muito importante para a saúde do coração e da musculatura, é um importante para o pré-treino, por dar energia, além do fósforo que auxilia no condicionamento cardiorrespiratório. Porém, sozinha a banana tem pontuação inflamatória no nosso corpo. “Não significa que ela cause mal; comofalamos, ela tem muitos benefícios. A orientação é não comer ela sozinha. A melhor opção nesse caso, é consumi-la com nozes, devido ao seu poder anti-inflamatório e a concentração de ômega 3. Assim, melhora a performance dos praticantes de atividades e a proteção do coração da população em geral”, explica Aline.

Consumo recomendado: 1 banana + 3 nozes

3) Beterraba e LaranjaVocê já deve ter ouvido que beterraba tem grandes quantidades de ferro, e é verdade. Se você tem anemia ou é vegano, saiba que o ferro da beterraba é chamado de “ferro não heme”, ou seja, um ferro não ativado. Por isso, quando adicionamos vitamina C, vinda da laranja ou do limão (se fizer suco use a laranja, se fizer salada opte pelo limão), ativamos o ferro que, aí sim, é absorvido pelo nosso organismo

Consumo recomendado: Para cada 50g de beterraba, 10g de suco de laranja ou limão.

4) Cacau e frutas vermelhasEsses são dois alimentos que sozinhos já trariam muitos benefícios. Mas você sabia que quando unimos os antioxidantes do cacau com o ácido elágico das frutas vermelhas (morango, amora, mirtilo, framboesa), temos uma proteção potente para o tratamento do câncer de mama? “Por regular o estrogênio, essa combinação é ótima para mulheres com TPM intensificada”, lembra a nutricionista.

Consumo recomendado: 100g de morango + 20g de chocolate 70% cacau

5) Damascos ou tâmara e cocoTanto o damasco quanto as tâmaras possuem um nível elevado de potássio e vitamina A. Quando unimos potássio + vitamina A + o TCM – que é a gordura do coco -, ativamos as sinapses dos neurônios, melhorando a memória, o foco e a concentração.

Consumo recomendado: 2 damascos secos/tâmaras +20g de coco seco

6) Shitake, Shimeji e Tomate Cereja Os cogumelos têm as suas particularidades nutricionais, já que ele possui certos antioxidantes que não são encontrados em outros alimentos. O problema é que nem sempre conseguimos absorver essa quantidade de nutrientes. Para isso, unimos a eles a quercetina associada e licopeno do tomate cereja, que conseguem transportar nutrientes do shitake e Shimeji para o cérebro e para o coração. Para isso acontecer, eles precisam ser refogados por pelo menos 8 min.

Consumo recomendado: 1 xícara de chá (metade cogumelos, metade tomate cereja).

7) Acerola e MelãoAcerola é a fruta mais anti-inflamatória existente no Brasil. Sozinha, é poderosa aliada no tratamento de doenças como artrite, artrose, câncer (que não seja de estômago), depressão e até Alzheimer. Quando juntamos essa fruta ao melão, temos o efeito anti-inflamatório prolongado, graças a glutationa.

Consumo recomendado: consumir as frutas de duas a três vezes na semana, para que elas tenham seu efeito durante a semana toda.

8) Café e Óleo de coco filtrado (TCM)O óleo de coco extravirgem possui, entre outras substâncias, uma gordura chamada TCM (triglicerídeos de cadeia média); quando o filtramos (Lotus de Coco), temos apenas o TCM isolado. Essa gordura é a única que não passa pelo fígado para ser metabolizado, passando direto para o sistema nervoso central. Por isso, quando unimos o TCM com a cafeína do café, ele carrega a carrega direto para o cérebro, dando energia rápida para quem consome a mistura. “Essa não é uma mistura termogênica como muitos acreditam, é uma mistura para aumentar o rendimento nos treinos ou dar um ‘up’ em quem está cansado”, alerta.

Consumo recomendado: Para cada xícara (80ml) uma colher de café (5ml). Não recomendado para quem sofre de ansiedade.

9) Linhaça e semente de abóboraAs sementes são uma estratégia usada pelos nutricionistas para regular o ciclo da mulher. A linhaça já é uma “superfood”, mas quando consumimos junto com a semente de abóbora, ela cria um equilíbrio entre progesterona e estrogênio para melhorar o humor e disposição no início do ciclo de menstruação.

Consumo recomendado: 1 Colher de sopa de cada, do primeiro ao 15 dia, a partir do início da menstruação.

O bom e velho cuscuz garante a energia do folião no Carnaval

Muito gostoso, rápido e fácil de ser preparado, o alimento é ótima opção para quem quer brincar a festa sem perder o ritmo

Carnaval é época de diversão e muita alegria, mas para manter o ritmo os foliões precisam recuperar as energias com uma alimentação saudável e fácil de fazer. Uma das melhores opções é um cuscuz feito com a Farinha de Milho Flocada Vitamilho (Flocão), que além de muita energia, contém fibras importantes para o bom funcionamento do intestino.

Além de ser rápido de fazer, o cuscuz pode ganhar várias versões e acompanhamentos que vão desde manteiga, carne de sol ou charque, queijo e coco ralado.

Feito com flocos de milho, o cuscuz de milho é preparado no vapor (não leva gordura) e fica pronto em 20 minutinhos. Os ingredientes que você precisa: Farinha de Milho Flocada (também conhecido como “flocão”), água e sal. A receita básica é misturar água e sal com o flocão e deixar descansar por dez minutos. Depois, mais dez minutos no fogo e está pronto.

Dicas Malagueta – 5 motivos para beber água todos os dias

Muitos de nós não consumimos a quantidade de água diária indicada para o bom funcionamento do nosso organismo, e agora no verão, o perigo de desidratação se agrava. “A água tem papel importantíssimo no nosso corpo, porém muitos não conseguem ingerir a quantidade mínima indicada, que é de 2 a 3 litros por dia. Essa falta de hidratação pode gerar problemas”, comenta o Dr. Aier Adriano Costa.

Segundo o especialista, 72% do nosso organismo é composto de água, o que torna o seu consumo ainda mais importante. E se você ainda não está convencido disso, o Dr. Aier elencou cinco motivos pelos quais devemos beber água todos os dias.

Evita doenças: quando não consumimos a quantidade recomendada, podemos ter quadros de desidratação crônica, que levam ao envelhecimento precoce e podem colaborar com o aparecimento de doenças como as alergias (asma), doenças intestinais, enxaqueca e artrite reumatóide.

Auxília no controle da pressão sanguínia: a água tem papel importante na densidade do nosso sangue, quando consumimos pelo menos o mínimo recomendado (2 litros diários), ela se torna um importante regulador da nossa pressão sanguínea.

Regula o intestino: ela ajuda na hidratação das fibras alimentares, auxiliando no bom funcionamento do intestino. A não ingestão de água pode levar a prisão de ventre e outras doenças intestinais e metabólicas.

Melhora o funcionamento dos rins: a ingestão de água é uma das melhores formas de evitar as temidas pedras nos rins. A ingestão na quantidade indicada facilita o trabalho dos órgãos na excreção de nutrientes desnecessários.

Transporta nutrientes: além das outras funções, a água facilita o transporte de nutrientes e algumas vitaminas pelo nosso corpo. A baixa ingestão pode dificultar essa tarefa, evitando que esses nutrientes cheguem de forma adequada a todas as células deixando-as enfraquecidas.

“As pessoas precisam entender a importância do consumo da água. É um assunto muito batido, mas percebemos que o hábito de se hidratar com água ainda encontra muita resistência. Um corpo hidratado corre muito menos riscos de sofrer com inúmeros problemas”, completa o médico.

Dicas Malagueta – Cestas de Natal para todos os bolsos

O Natal de 2019 chega com os já tradicionais baús, cestas e kits natalinos. Nas lojas RM Express a opção mais completa, o Baú Platinum tem 53 itens, entre bebidas, petiscos, doces e queijos. Já o Baú Diamante tem 49 produtos, nos mesmos segmentos; o Baú Ouro, 43; o Baú Prata, 11; o Baú Bronze, 8; e os baús Rubi, com um vinho e taças.

Compõem os baús whisky escocês, vodka polonesa, vinhos portugueses e espanhóis, licor francês e azeite tunisiano, além de uma variedade de queijos, massas, pães, doces e salgados. Mais baratas, as cestas e os kits de Natal incluem os mesmos produtos ou com a mesma qualidade, com opções que vão desde 43 até 6 itens, sendo perfeitos para presentear ou para montar o seu próprio jantar. Os conjuntos vão de R$ 57,50 a R$ 2.525,90 e a expectativa é de um crescimento de 5% à 7% comparado a 2017.

Mais informações www.rmgrupo.com.br.