Cerveja Nossa lança latão especial para o Carnaval de Pernambuco

Feita por pernambucanos e para os pernambucanos, a cerveja Nossa traz uma novidade para o Carnaval 2020: a versão em latão de 473 ml. A nova embalagem é decorada com uma ilustração do Galo da Madrugada, as cores da bandeira de Pernambuco, e o slogan “A Maior folia do Mundo é Nossa”.

A lata foi apresentada ao público nesta semana, no perfil da marca no Instagram (@cervejanossadepernambuco). A novidade é uma edição especial e estará disponível nos pontos de venda, entre eles bares e supermercados, enquanto durar o estoque.

“A Nossa é uma cerveja que exalta o que tem de mais importante e orgulhoso para o pernambucano. Então não podíamos ficar de fora dessa celebração em um momento tão ímpar como o Carnaval. Estamos muito honrados e felizes em criar essa lata como um manifesto desse nosso orgulho”, afirma Harry Racz, gerente de Marketing Regional da Cervejaria AMBEV.

A Nossa foi lançada em setembro de 2018 e tem distribuição exclusiva em Pernambuco. A cerveja inclui mandioca 100% cultivada por pequenos produtores da região de Araripina, no Sertão do Estado. É refrescante e leve, combina perfeitamente com o clima quente do estado, além de harmonizar perfeitamente com a gastronomia popular pernambucana.

Em 2019, a Nossa conquistou o World Beer Awards, considerado o campeonato mundial das cervejas. A bebida levou prata na categoria Internacional Lager e medalha de bronze na categoria Lager Classic Pilsener.

Casa da cervejaria Capunga estreia no carnaval em Olinda

A DJ paulista Odara Kadargi, que tocou ao lado de artistas como Baco Exu do Blues e Duda Beat, e os conterrâneos: DJ Incidental, Salvador, Pax, Sangue No Olho, Clécio Rimas, Milena Cinismo e Mozaum, são as atrações do carnaval da Casa Capunga, que estreia nas ladeiras de Olinda este ano.


O espaço funcionará durante quatro dias (22 a 25 de fevereiro), a partir das 10h, na Casa Criatura. Por lá vai rolar open bar de seis estilos de chopp, drinks com gin Abyssal, vodka, água e suco. Além das atrações, os foliões poderão também acompanhar os blocos num rooftop.


A Casa Criatura fica na Rua do Amparo, 83 – Olinda. Os ingressos custam R$ 180 (de sábado a segunda-feira) e R$ 160 (terça-feira), e estão à venda no site da Sympla. Mais Informações: 81 99873-5058/ 81 99615.2658.

Skol Beats e Carvalheira apresentam ‘Beats Carva’, a nova bebida do verão

“Se o verão é curto, então curta!”. É com essa proposta que a Skol Beats traz uma novidade para a estação mais quente do ano: a Beats Carva – que nasce da união entre as marcas Skol Beats e Carvalheira, e já tem lançamento marcado, nesta sexta (15/11), na festa Bikini Memories, em Porto de Galinhas.

Inspirada no grande sucesso da tradicional cachaça Carva, a Beats Carva tem sabor de mel e limão, teor alcoólico de 7,9%, e será vendida em latas de 269ml.

“A Beats está sempre em busca de inovações e é a sensação do verão e do carnaval. Dessa vez, trouxemos um toque bem regional, inspirado em sabores que são a cara do verão pernambucano”, explica Maurício Landi, gerente regional de Marketing da Cervejaria AMBEV, responsável pela parceria entre a Cervejaria AMBEV e o Grupo Carvalheira.

“É um orgulho muito grande para a Carvalheira lançar um produto junto à uma marca tão jovem e intensa, que traduz tão bem nossas festas, a nossa energia e as características das experiências que proporcionamos!”, ressalta Victor Carvalheira, sócio da Carvalheira.

O produto estará disponível já neste mês, nas melhores festas e principais pontos de venda de Pernambuco, Alagoas e da Paraíba, enquanto durar o verão.

Imagem – Da direita para a esquerda, Victor Carvalheira, diretor do Grupo Carvalheira, Maurício Landi, gerente regional de Marketing da Cervejaria Ambev, e Ismênia Barbosa, gerente de Eventos da Ambev em Pernambuco. [Foto: Agência LK]

Ekäut Lab lança nova operação em Porto de Galinhas

Em pouco mais de três anos de existência a Ekäut ainda incrementa o mercado de cerveja artesanal com soluções inovadoras para os amantes das artesanais. Após um ano da inauguração do Ekäut Lab, Experience Pub da marca, a Ekäut está prestes a lançar uma nova operação em Porto de Galinhas: o Ekäut Lab Station, uma operação compactada funcionando como uma estação de autosserviço de chopes em sistema self-service. Com o conceito IoT, a estação pode ser utilizada por meio de um cartão próprio ou pelo aplicativo “My Tapp”.

Localizado no coração de um dos maiores pontos turísticos de Pernambuco, o balneário de Porto de Galinhas, o Ekäut Lab Station funcionará 24 horas e conta com 4 torneiras de chope, entre eles a clássica Munich Helles e a Witbier, cervejas que harmonizam perfeitamente com um dia de praia.

Além dos chopes de linha, o Ekäut Lab Station também receberá os novos lançamentos da cervejaria. Para consumir o chope com o cartão próprio do Lab Station é simples, basta aproximar o cartão na tela acima da torneira e inclinar o copo, servindo-se o quanto quiser. O valor dependerá do volume de ml que serão consumidos. A estação fica no quiosque Bar.K, do restaurante Barcaxeira.

A tecnologia permite também que a fábrica da Ekäut monitore em tempo real a quantidade de chope no Lab Station, fazendo com que o estoque e as vendas sejam acompanhadas, facilitando a gestão e o planejamento de promoções e pedidos de novos barris de chope.

“A missão da Ekäut é buscar a democratização do consumo de cervejas artesanais, por isso estamos lançando essa nova plataforma de serviço de chope na pracinha de Porto de Galinhas”, comenta o sócio da Ekäut, Diogo Chiaradia. “A iniciativa faz parte de um projeto amplo da Ekäut de aproximação com o cliente final e a comunidade em geral”, completa. De acordo com o sócio Bruno Paes, responsável pela operação do Ekäut Lab Station e do Ekäut Lab, a ideia é ampliar o número de estações a partir da experiência em Porto de Galinhas. “Queremos tornar nossas cervejas mais acessíveis, sendo conhecidas pelos pernambucanos e pelos turistas também, proporcionando uma experiência única ao consumidor através de um sistema de sef-service”, explica Bruno Paes.

O Ekäut Lab é o Bar de Experiências da Ekäut Cervejaria. É o lugar onde a cervejaria experimenta novos produtos, realiza harmonizações guiadas, eventos com Chefs convidados e colhe feedbacks do cliente. O Ekäut Lab vai até a casa dos clientes pelo Ifood, e logo em breve pelo Rappi, com suas cervejas geladas e chopes enlatados na hora (Crowler).

Dicas de como harmonizar cerveja artesanal com petiscos do verão

Moqueca, peixe, milho, caldinhos, acarajé e até mesmo tapioca. O verão já chegou, então que tal curtir o sol com os amigos, petiscos e cerveja bem gelada? No entanto, qual a melhor cerveja para harmonizar com os petiscos praianos?


“Quando se fala em praia a cerveja mais pedida quase sempre é a Pilsen, no entanto, existem vários outros tipos de cervejas artesanais que combinam e muito com os petiscos disponíveis na beira da praia”, afirma Eduardo Farias, da cervejaria DeBron Bier.

Abaixo, Farias elenca algumas harmonizações que caem bem com um petisco na beira da praia:

Tiras de peixe – A clássica Pilsen é uma excelente pedida, principalmente por ser um pouco amarga. Ela é produzida de acordo com a lei da pureza de 1516, ou seja, puro malte. Uma cerveja de baixa fermentação, dourada e com espuma cremosa. Com aroma que remete a cereais e um suave floral de lúpulo, e sabor leve e refrescante.

Anéis de lula, Ostras e Lagosta – A Witbier complementa o sabor dos frutos do mar, por ser bem cítrica. A cerveja é um estilo típico da escola belga. leva trigo e tem textura saborosa e cremosa. É uma cerveja cuidadosamente condimentada com sementes de coentro, raspas de laranja e limão siciliano.

Milho verde cozido com manteiga – A Weizen é encorpada, tem sabores de fruta e desta forma, é excelente acompanhamento com o milho verde. De coloração amarelo claro, ligeiramente turva, com espuma abundante, possui aroma e sabor intenso, ressaltando esteres frutados que lembram banana, cravo e noz.

Acarajé, camarão e lagosta – O acarajé pede uma cerveja forte e se ele estiver quente (com pimenta), uma IPA é a melhor combinação. “O amargor característico seco refrescante, com notas condimentadas, aroma frutal, floral e cítrico da IPA configura como um excelente acompanhamento”.

Moqueca de peixe – Para esse prato a cerveja ideal é a Pale Ale, por ter bastante presença de malte e lúpulo. A cerveja apresenta alta fermentação, tem cor laranja acobreado, é brilhante e tem espuma baixa. Os aromas e sabores remetem ao cítrico com notas frutadas, malte caramelo e lúpulo com médio amargor e de gosto seco.

Tapioca de coco com leite condensado – O leite condensado é um recheio clássico da tapioca e ele cai muito bem com o estilo stout. A cerveja, além de apresentar aromas de rapadura e chocolate, é levemente amarga, o que contribui para diminuir o leite condensado.

Cervejaria pernambucana conquista medalhas em concursos em Londres

A DeBron Bier, dos sócios Eduardo Farias, Raimundo Dantas e Thomé Calmon, arrematou três medalhas em um dos maiores concursos cervejeiros do mundo, o International Beer Challenge, e uma no World Beer Awards, realizados em Londres, na Inglaterra. Os destaques do Beer Challenge foram a NutIPA, bebida que possui em sua composição adição de nibs de avelã e cacau; Vienna, cerveja clara e brilhante que tem sabor de malte bem evidente e Imperial Stout, cerveja com toque nordestino que tem em sua composição rapadura e amêndoas de cacau. Esta última também medalhista do Beer Awards. Todas conquistaram a medalha de prata nas competições.

“Estamos muitos felizes. Os prêmios colocam Pernambuco no cenário internacional como centro fornecedor de cervejas de alto padrão de qualidade. É também uma comprovação da excelência dos nossos produtos em um público que ainda está engatinhando no quesito sabores das cerveja artesanal”, afirma Eduardo Farias.

A disputa contou com mais de 600 cervejas de 30 países diferentes e apresentou, na comissão julgadora, uma equipe de especialistas composta por importadores, cervejeiros, analistas de sabores entre outros profissionais. No concurso foram julgados diversos atributos, entre eles aroma, sabor e aparência.

DeBron Bier Imperial Stout – Cerveja bem peculiar com um toque nordestino. A Imperial Stout tem em sua composição rapadura e amêndoas de cacau. Chamada de Império Stout, a cerveja é de tonalidade escura e está disponível nas versões chopp e garrafas.

DeBron Bier Vienna – É uma cerveja clara e brilhante que apresenta espuma persistente e carbonatação moderada. Tem tonalidade âmbar, notas avermelhadas e o sabor do malte é bem evidente. A cerveja pode ser encontrada nas versões chopp e garrafas.

DeBron NutIpa – A NutIPA, de cor marrom, é leve e vem com sabor suave e dulçor de amêndoas de avelã e cacau. Ela possui em sua composição adição de nibs de avelã e cacau, ingredientes bem presentes no aroma e sabor da bebida. Lúpulos cítricos e nuts também foram adicionados à receita, trazendo equilíbrio a bebida e deixando o amargor mais aveludado. A cerveja apresenta 6,5% ABV e 65 IBU.

Alquimia de sabores. Cervejarias apostam cada vez mais em ingredientes inusitados na composição das cervejas

Cacau, rapadura, banana, coentro, avelã. Cresce a quantidade de ingredientes regionais nas cervejas artesanais


Refrescantes, leves, amargas, puro malte. As cervejas artesanais chegam com receitas diferentes, e muitas já abusam dos ingredientes próprios da região, as vezes considerados inusitados ou estranhos, de acordo com o paladar do bebedor, a exemplo do cacau, rapadura, banana, jabuticaba, caju. “Ousar na composição da cerveja é um grande desafio. Saber misturar corretamente os ingredientes, fazendo com que exista um sabor único e harmônico é fundamental ”, afirma o sócio da cervejaria DeBron Bier, Eduardo Farias.

A criatividade e essa harmonia de sabores é admirada, no entanto deve ser feita com cautela. “É necessário ter cuidado na hora de combinar, para que não se lance no mercado uma cerveja sem identidade alguma. Com mix de ingredientes que não tem nada a ver e não se harmonizam”, afirma o outro sócio da cervejaria, Thomé Calmon . Desta forma, é preciso que o cervejeiro saiba a dose certa dos ingredientes, quantidades e a variedade que será utilizada na receita.

Cervejas que levam ingredientes especiais:

Weizen – É uma cerveja de trigo de alta fermentação, inspirada nas típicas receitas da Baviera, região sul da Alemanha. De coloração amarelo claro, ligeiramente turva, com espuma abundante, possui aromas e sabores intensos, ressaltando esteres frutados que lembram banana, cravo e noz.

IPA – A DeBron IPA é uma cerveja forte e clara. Sendo um exemplo autentico do estilo americano Pale Ale fabricado no Brasil. Tem o amargor característico seco refrescante, com notas condimentadas, aroma frutal, floral e cítrico.

Witbier – É um estilo típico da escola belga. leva trigo e tem textura saborosa e cremosa. É uma cerveja cuidadosamente condimentada com sementes de coentro, raspas de laranja e limão siciliano.

Imperial Stout – Cerveja bem peculiar com um toque nordestino. A Imperial Stout tem em sua composição rapadura e amêndoas de cacau.

NutIPA – De cor marrom, é leve e vem com sabor suave e dulçor de amêndoas de avelã e cacau. Ela possui em sua composição adição de nibs de avelã e cacau, ingredientes bem presentes no aroma e sabor da bebida. Lúpulos cítricos e nuts também foram adicionados à receita, trazendo equilíbrio a bebida e deixando o amargor mais aveludado. A cerveja apresenta 6,5% ABV e 65 IBU.

UniFBV|Wyden sedia curso de Sommelier de Cerveja com certificação internacional

O Science of Beer, instituição com sede em Florianópolis (SC) e responsável por promover cursos voltados ao mercado cervejeiro desde 2010, realiza neste ano, em parceria com o Centro Universitário UniFBV|Wyden, o curso de Sommelier de Cerveja, com início em outubro. A capacitação é voltada para amantes da bebida, cervejeiros, garçons, profissionais do vinho, gastrônomos, formadores de opinião, degustadores, comerciantes e entusiastas que desejam aprimorar o conhecimento técnico que envolve a cerveja.


Com carga total de 80 horas/aula, o curso de Sommelier de Cerveja abordará conteúdos como introdução à história da cerveja, processos cervejeiros – moagem e maltes, mostura e água, fervura e lúpulos, fermentação e leveduras, maturação e envase – além dos tipos de fermentação, técnicas de degustação, entre outras temáticas.


Após a capacitação, o sommelier estará apto a conhecer e avaliar os diferentes estilos de cerveja, dominar as técnicas de degustação e identificar suas características organolépticas, executar com perfeição o serviço de cerveja e outras bebidas e elaborar cartas de bebidas e organizar estoques, tudo com certificação internacional pelo Instituto Cervezas de América e pelo World Beer Academy.

Os encontros do curso de Sommelier de Cerveja acontecem nos dias 26 e 27 de outubro, 23 e 24 de novembro, 14 e 15 de dezembro e 18 e 19 de janeiro de 2020, com aulas ministradas pela beer sommelier Amanda Reitenbach. Mais informações pelo telefone (81) 3081.4444 ou pelo e-mail info@scienceofbeer.com.br.

Cervejaria Ambev abre as portas para visitação de graça com direito a degustação

Aproveitando a chegada das férias de meio de ano, quando a procura por opções de passeios começa a crescer, a Ambev intensifica seu programa de abertura de cervejarias e oferece tours gratuitos, entre as opções está a Cervejaria de Itapissuma, no Grande Recife. As visitas são abertas ao público e podem ser realizadas às sextas, sábados, além do primeiro domingo de cada mês.


Com mais de duas horas de duração, o tour é uma experiência cervejeira do início ao fim. Na primeira etapa, os participantes conhecem todo o processo de brassagem, quando o malte e água são misturados. Na sequência, é possível ver os momentos de fermentação e maturação e, no momento da filtração, provar a cerveja segundos depois de pronta, direto do tanque. O público ainda poderá ter uma aula sobre a história da bebida com o time de mestres-cervejeiros da Cervejaria Ambev. Desde a antiguidade até os dias atuais, passando pelas escolas cervejeiras, mitos, verdades e curiosidades.
No final, os visitantes podem provar alguns rótulos elaborados pela Cervejaria Ambev harmonizados com petiscos clássicos e aprender a degustar a bebida com combinações.

Uma novidade é que também é possível agendar visitas para grupos de estudantes e empresariais, que podem ver de perto todo o processo de controle de qualidade dos ingredientes.Todas as informações sobre os tours podem ser encontradas em https://www.ambev.com.br/beer-lovers/. A participação é restrita para maiores de 18 anos.

Serviço:

Cervejaria Ambev – Itapissuma Endereço: Endereço: Rod BR-10, KM 34, S/n – Botafogo, Itapissuma – PE

Inscrições:

cervejaria_pernambuco@visitasbeerlovers.com.brDias e horários: Sextas 8h30 e 13h; Sábados 9h30 e 14h. 1º Domingo do mês às 10h30

Nova cerveja artesanal homenageia pouso do Zeppelin no Recife

Lançamento do novo rótulo abrigará exposição fotográfica com registros do pouso do dirigível no Recife, na década de 30

Em 22 de maio de 1930, às 19h35, desembarcava pela primeira vez no Recife o dirigível LZ 127 Graf Zeppelin, sendo também o primeiro veículo aéreo a cruzar o Oceano Atlântico, vindo da Europa para a América Latina. Para celebrar este momento histórico, será lançada hoje, na mesma data e horário, a cerveja artesanal Zeppelin Bier. A bebida foi elaborada ao estilo Kölsch, com inspiração nas tradicionais cervejas alemãs, mesmo país de origem da aeronave.

O evento será no recém-inaugurado Mercado da Torre. Além da apresentação e degustação da cerveja, o público também poderá conferir uma exposição fotográfica do pouso do Zeppelin no Recife, coordenada pelo artista plástico Jobson Figueiredo, responsável pela restauração da Torre do Jiquiá, único equipamento de atracação de dirigível ainda de pé no mundo. Ao final do evento, os organizadores prometem surpreender os convidados com novidades que serão lançadas com a marca Zeppelin Recife.

SOBRE A CERVEJA – Uma bebida inspirada em um veículo aéreo não poderia ter outra característica principal que não fosse a leveza. Criada dentro desse conceito, a Zeppelin Bier tem perfil aromático, apresentação e sabor mais leves do que as tradicionais artesanais. O estilo Kölsch, na qual ela se inspira, é bem peculiar da Alemanha. Tão leve, que chega a lembrar uma Pilsen. É considerada uma cerveja híbrida, por reunir características de fermentação Larger e Ale.

HISTÓRICO – Segundo relatos históricos, o LZ 127 Graf Zeppelin tinha 236 metros de comprimento e realizou grandes viagens no início do século 20. Para receber a primeira visita do Zeppelin, o Recife passou meses se preparando. Na época em que o dirigível desembarcou no Recife, o prefeito chegou a decretar feriado municipal. De acordo com os registros de jornais da época, cerca de 15 mil pessoas foram até o Jiquiá acompanhar a chegada da aeronave.