Lab Convida Luciana Sultanum

O Ekäut Lab recebe a Chef Luciana Sultanum no Lab Convida no dia 19 de maio. Luciana preparou um menu especial, trazendo uma cozinha de fusão com sabores que buscou em vários lugares do mundo. As artesanais da cervejaria, desta vez, serão harmonizadas com a entrada croqueta de batata doce com aïoli de bacalhau e salsa cruda, e o prato sauté de camarão com banana comprida ao curry tailandês e arroz basmati, além da sobremesa, moelleux au chocolat com coração de caramelo salgado.


“Para a escolha dos pratos eu levei alguns pontos em consideração, um deles é que o Lab é uma cervejaria e quis trazer sensações diferentes para os pratos harmonizarem bem com as artesanais”, explica Luciana. O prato principal, de espírito tailandês, cria uma boa harmonização, devido a doçura do leite de coco e da banana em contraste com a picância do curry. Para potencializar o sabor do prato, a indicação é a Ekäut Witbier, condimentada com casca de laranja e semente de coentro.

O prato de entrada, uma croqueta de batata doce com aïoli de bacalhau e salsa cruda, de inspiração espanhola, também tem contrastes que a chef considera importantes para uma boa harmonização. Para acompanhar o prato e abrandar mais a oleosidade da fritura, a sugestão é a Munich Helles.

De origem francesa, a sobremesa é mais tradicional, é doce, mas com o acréscimo do caramelo salgado, que fica no meio do prato. A Ekäut Coffe Stout, feita com café da Yaguara Ecológico de Taquaritinga do Norte-PE, entregará amargor para contrastar com o adocicado e potencializar essa cremosidade.

O Lab Convida é uma oportunidade de conciliar cerveja artesanal de qualidade com uma gastronomia qualificada, harmoniosa e inovadora, proporcionada mensalmente pelo Lab para promover ainda mais a cultura cervejeira. O encontro é mensal, podendo até ter duas edições no mês, com chefs pernambucanos que preparam um menu fechado.

Quem desejar participar dessa experiência, que acontece das 12h às 20h, deve acessar o link do sympla (sympla.com.br/ekautlab) e garantir seu menu.

O Ekäut Lab fica na Av. Conselheiro Aguiar, 3572, em Boa Viagem.

Sexta é dia de cerva na Malagueta – Mestre Cervejeiro ensina o copo certo para beber cerveja

As cervejas artesanais, conhecidas por serem mais encorpadas, com texturas, sabores, aromas e cores mais marcantes, exigem copos apropriados para cada estilo. É ele que ajuda a preservar o famoso colarinho”, assim como outras características próprias da bebida. Eduardo Farias, da DeBron Bier, explica os copos certos para as cervejas do tipo Pilsen, Pale Ale, Weizen, IPA, Stout e Witibier.

Cerveja Pilsen e Vienna – Também conhecida popularmente como tulipa (devido ao seu formato), o copo “Pilsner” é o mais comum entre os brasileiros, assim como a bebida que ele serve: a cerveja do tipo Pilsen. A tulipa possibilita a formação de um colarinho mais cremoso no topo e direciona o aroma para o nariz. Na dúvida, é um copo coringa, servindo todos os tipos de cerveja.

Cerveja Pale Ale – Talvez o mais versátil dos copos, a caldereta também é um coringa, apesar de ser voltado para as cervejas escuras, como a do tipo Pale Ale. Com capacidade para pouco mais que 300ml, ele também é chamado de Shaker. Muito comum encontrá-lo em choperias.

Cerveja Weizen – O copo leva o mesmo nome da cerveja: Weizen (ou Weissbier). São taças grandes e altas, para comportar toda a bebida da garrafa (500ml) e ainda deixar o espaço para a extensa espuma, como sugere a tradição do estilo. O bojo perto da boca auxilia na formação do colarinho e concentra os aromas.

Cerveja Stout – O modelo Snifter , são os mais indicados. Eles conseguem capturar os aromas e ainda permite movimentos rotativos leves do líquido. O copo, muito utilizados em conhaque, ainda permite que a pessoa dê grandes goles sem que a espuma entre em contato com o rosto de quem bebe.

Cerveja Witibier – A cerveja do estilo Witibier não pede formação de espuma. Dessa forma, os copos não precisam ter a boca tão fechada, fazendo com que o modelo Tumbler seja o ideal. São copos que não possuem hastes, são de base plana e boca com diâmetro igual ou maior que a base.

Cervejarias se unem e criam a Rota do Chope Verde para celebrar o St. Patrick´s Day

Vários bares e cervejarias pernambucanas estão unidos em prol da celebração do St. Patrick´s Day, padroeiro da Irlanda, e uma das festas mais celebradas em todo o mundo, onde há o costume de vestir-se de verde e brindar com muito chope. A parceria em cima do princípio da Economia Colaborativa tem como objetivo fazer o cliente entrar nesta corrente e percorrer, entre os dias 15 e 17 de março, todas as casas participantes, degustando um chope na cor verde, criado especialmente para a ocasião.


Mr Hoppy Beer & Burger ( unidades Boa Viagem e Rui Barbosa), Apolo Beer Café, Caverna, Capitão Taberna, Donovan´s Pub, Cervejaria Laborada, Hopfen Haus, Beerdock, Ekaut Lab, Garage Food Truck, Marcolino Tap House , Quilombo e The Queen integram a liga e cada uma vai criar seu próprio chope puro malte, de vários estilos, agradando, com isso, diversos paladares.


No Mr Hoppy, por exemplo, o dia de São Patrício será celebrado no sábado, dia 16, e terá o chope verde puro malte pilsen de 300 ml por apenas R$5. O comando do som fica a cargo de Las Forasteras na Zona Sul e Fernando Arroyo, na unidade da Zona Norte respectivamente, trazendo muito Blues e Rock and Roll.


Serviço:

Mr Hoppy Beer & Burger – Rua Maria Carolina – 331 ( Boa Viagem) e Av. Rui Barbosa – 815( Graças) – Entrada: Gratuita. Não há couvertApolo Beer – Rua do Apolo- 164- Recife Antigo
Capitão Taberna- Rua João Tude de Melo- 77 – Parnamirim
Donovan Irish Pub- Av. 17 de Agosto – 1706- Casa Forte
Cervejaria Laborada-Rua do Espinheiro 533- Espinheiro
A Caverna – Rua Fernando Lopes, 78- Graças
Confraria Hopfen haus – Av. Bernardo Vieira de Melo, 6088 – Loja 03 – Candeias
Beerdock Recife- Rua Desembargador Luiz Salazar 98( Madalena) e Rua Maria Carolina – 273 ( Boa Viagem)
Ekaut Lab- Av Conselheiro Aguiar- 3572 – Boa Viagem
Garage Food Park- R. Padre Silvino Guedes, 65 – Espinheiro
Marcolino Tap House- R. Cap. Zuzinha, 136 – (Boa Viagem) e Rua da hora, 348 (- Espinheiro )
Cervejaria Quilombo- Av Bernardo Vieira de Melo, 209 – Shopping Open The Garden – Piedade
The Queen – Av. Eng. Domingos Ferreira, 2361 – Boa Viagem

Recipiente que transporta e conserva aroma e sabor do chope cai no gosto do consumidor pernambucano

Já pensou em tomar um chope artesanal em casa, sem perder o frescor e ainda manter a conservação correta? Essa é a proposta do Growler, uma garrafa de vidro em formato de galão que é uma tradição consolidada nos Estados Unidos e vem ganhando força no mercado brasileiro. Em Pernambuco, a DeBron Bier quer disseminar com mais intensidade a ideia entre os apaixonados por cerveja. “Já tem muita gente comprando os growlers e, sobretudo, reabastecendo”, explica um dos sócios, Eduardo Farias.

É que, com o growler, é possível ir até um DeBron Growler Station e reabastecer com o chope de preferência. Ele tem capacidade para 400ml, 1 ou 2 litros e conserva a bebida por até 5 dias, sem alterar o sabor e o aroma. “Em uma das viagens que fizemos para Nova York em busca de referências, percebemos que os moradores de lá têm essa cultura. É muito comum ver nos mercados, nos locais que vendem chopes e artigos artesanais, pessoas reabastecendo seus growlers com a bebida”, continua Farias, que acredita no sucesso do recipiente entre os pernambucanos.

Ao contrário de recipientes comuns, o growler permite o consumo em casa de chopes que ganham o frescor da cerveja engarrafada sem alterar o sabor, e ainda contribui para o meio ambiente, já que é reutilizável. A manutenção é bem simples, bastando lavar o growler com água e sabão ou com água quente.

História
O growler surgiu por volta de 1800, nos Estados Unidos, para os que queriam transportar o chope em menor quantidade e para consumo próprio, visto que a bebida era comumente comercializada em barris. Perdeu força com a chegada das cervejas engarrafadas, mas no final dos anos 80 começou a se popularizar e ganhar vários formatos e tamanhos, chegando a outros países e entrando de vez para a história da indústria cervejeira.

DeBron Growler:
Entre Amigos (Espinheiro e Boa Viagem)
DeBron Bier Fábrica: Estrada da Batalha, 1832 – Prazeres, Jaboatão dos Guararapes – PE

Sexta é dia de falar sobre cerveja na Malagueta

Os melhores estilos de cerveja para degustar no verão

Sol, praia, piscina, calor e aquela cerveja gelada. Mas, será que, além das famosas pilsens, existe uma derivação da cerva que é perfeita para os meses mais quentes do ano? De acordo com o sócio da DeBron Bier, Eduardo Farias, a bebida que tem caído no gosto é a Witbier. “Elaborada com trigo, ela é bem refrescante, por contar com sabores cítricos e condimentados de frutas e especiarias, em especial a laranja e o coentro”, afirma Farias.

Por ser mais leve, a cerveja ainda é excelente para quem não está muito acostumado com estilos mais encorpados de artesanal. “O ardor dado pelo coentro contrasta perfeitamente com o cítrico da laranja. Sendo de baixo amargor, sobressai o gosto frutado e proporciona muita refrescância para quem a bebe”, diz. Por causa das cascas de laranja utilizadas na receita, o aroma é bastante adocicado. “Nós utilizamos a laranja cravo na composição da bebida porque queríamos ressaltar a nossa regionalidade, utilizando uma fruta que é muito consumida aqui”, conclui Farias.

A Witbier é feita com trigo não maltado e ainda apresenta cevada em sua composição, ideal para ser degustada bem gelada, na beira da praia, com petiscos como frutos do mar. A bebida ainda pode ser harmonizada com saladas. No entanto, além desse estilo, o sócio ainda elencou abaixo outras cervejas e estilos que harmonizam bem com o verão:

Lager – É produzida de acordo com a lei da pureza de 1516, ou seja, puro malte. Uma cerveja de baixa fermentação, dourada e com espuma cremosa. Com aroma que remete a cereais e um suave floral de lúpulo, e sabor leve e refrescante.

Pale Ale – Segue a receita mais popular da Inglaterra. É uma cerveja de alta fermentação, de cor laranja acobreado, brilhante e com espuma baixa. Os aromas e sabores remetem ao cítrico com notas frutadas, malte caramelo e lúpulo com médio amargor e de gosto seco. A pale Ale é o tipo ideal para quem quer experimentar uma cerveja mais forte e de sabor único.

Weizen – É uma cerveja de trigo de alta fermentação, inspirada nas típicas receitas da Baviera, região sul da Alemanha. De coloração amarelo claro, ligeiramente turva, com espuma abundante, possui aromas e sabores intensos, ressaltando esteres frutados que lembram banana, cravo e noz.

IPA – A IPA é uma cerveja forte e clara. Sendo um exemplo autentico do estilo americano Pale Ale fabricado no Brasil. Tem o amargor característico seco refrescante, com notas condimentadas, aroma frutal, floral e cítrico a bebida apresenta 70 de IBU e 6,1% de teor alcoólico.

Brasil fecha 2018 com 889 cervejarias, 210 a mais do que em 2017

Setor manteve a média e cresceu acima dos 30% na quantidade de fábricas. Número de registros de rótulos de cerveja e chope passou de 6,8 mil, superando os índices de outros itens como polpa de frutas, vinhos e bebidas mistas

Em 2018, a cada dois dias uma nova fábrica de cerveja foi registrada no Brasil. O número aponta o ritmo acelerado do setor, que se manteve com crescimento de 30% assim como nos anos anteriores. Com as 210 novas cervejarias registradas, o país fechou o ano com 889 fábricas. Dos 5.570 municípios brasileiros, 479 já possuem pelo menos uma cervejaria registrada.

Os dados foram divulgados pelos pesquisadores Eduardo Fernando Marcusso e Carlos Vitor Müller, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Outro dado que impressiona é o volume de registros de cervejas e chopes. Foram 6,8 mil concessões em 2018, um número que supera outros mercados representativos no país, como o de polpas de frutas, vinhos e bebidas mistas. Os estados de Minas Gerais, São Paulo e no Rio Grande do Sul tiveram mais de mil registros cada.

Para o presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), Carlo Lapolli, os números refletem as boas expectativas para o setor, que tem o objetivo de crescer também no volume de consumo das marcas independentes. “O aumento significativo na quantidade de cervejarias é um passo fundamental para que o mercado cresça. Com mais opções, rótulos regionais e um trabalho de inclusão de todos os estados brasileiros no universo da cerveja artesanal, acreditamos ser possível ultrapassarmos os 3% do volume de cervejas comercializado nos próximos anos. Hoje, a estimativa é que estejamos próximos aos 2%”, comenta.

Em relação à concentração, o Sudeste segue liderando o mercado nacional com 90% dos registros de produtos realizados em 2018.
Estados com maior número de cervejariasO ranking de estados com mais fábricas não se alterou. O Rio Grande de Sul segue com a maior concentração: 186 fábricas de cerveja (em 2017 eram 142). Seguem a lista São Paulo (165), Minas Gerais (115), Santa Catarina (105) e Paraná (93).

Em relação ao crescimento, o número mais expressivo é do Espírito Santo. O estado fechou 2017 com 11 cervejarias e em dezembro de 2018 tinha 19, um aumento de 72,7%. Seguem a lista das maiores expansões percentuais: Paraná (38,8%), Santa Catarina (34,6%), São Paulo (33,01%) e Minas Gerais (32,2%).

EmpregabilidadeO número de empregos gerados pelo setor também foi alvo de um levantamento da Abracerva. As cervejarias com menos de 100 funcionários geraram 1.114 vagas de janeiro a dezembro de 2018. O número é quase 20% maior do que as grandes indústrias, geralmente ligadas a marcas comerciais, que geraram 828 postos de trabalho.
A estimativa é que cervejarias de 1 a 99 funcionários empreguem 3,6 mil pessoas.

Hey Ho Beer Pub de Fortaleza lança cervejas com receitas inusitadas

Vencedor da melhor carta de cervejas de Fortaleza, no ano passado, brew pub firma parceria com as cervejarias Infected Brewing (SP) e Bold Brewing (CE) e lança milkshake IPA com Ovomaltine e banana e gose com caranguejo.

Aberto em 2016, o Hey Ho Beer Pub foi um dos bares pioneiros com especialidade em cerveja artesanal. A variedade e a qualidade de cervejas rendeu ao bar, por dois anos consecutivos, o título de “Melhor carta de cervejas”, na premiação da Veja Comer & Beber Fortaleza. Com recém-inaugurada sala de brassagem, o agora também brew pub não para de inovar e lança ao público, em parceria com as cervejarias Infected Brewing (SP) e Bold Brewing (CE), duas colaborativas que vão dar o que falar: a M.O.B, uma Milkshake IPA que leva entre os ingredientes Ovomaltine e banana, e a Mud to Chaos, uma gose, que traz caranguejo em sua receita. Os sabores prometem surpreender e agradar mesmo os paladares mais críticos. As cervejas poderão ser consumidas a partir desta quinta-feira (17), das 17h30 à 01h, no Hey Ho (Rua Nunes Valente, 1247 – Aldeota).

Rodrigo Campos (Bold Brewing), um dos cervejeiros responsáveis, estará no bar apresentando as cervejas e, a partir das 20h, o cantor e instrumentista Dias Jr toca os melhores clássicos do rock e do rock alternativo. 
Com pouco mais de dois anos de atividade, o Hey Ho construiu um mezanino e ampliou sua área construída, chegando a 250m² de área total, o que ampliou sua capacidade de 66 para 100 lugares, onde também já estão sendo produzidos alguns rótulos próprios. De acordo com o sócio-proprietário Bebeco Baltaduonis, o bar inaugura nova fase e se diferencia dos demais por investir na produção de receitas inovadoras, tornando-se o reduto ideal para quem ousa sair do lugar-comum e mergulhar fundo no variado leque de opções de artesanais.

SERVIÇO: Lançamento das Cervejas MOB (Milkshake IPA com Ovomaltine e banana) e Gose com caranguejo no Hey Ho
Dia 17 de janeiro de 2019 (quinta-feira)
Das 17h30 à 01h
Rua Nunes Valente, 1247 – Aldeota, Fortaleza/CE
Telefone: (85) 3393-8760

Mar, sol e cerveja. Dicas de como harmonizar cerveja artesanal com petiscos do verão

Moqueca, peixe, milho, caldinhos, acarajé e até mesmo tapioca. O verão já chegou, então que tal curtir o sol com os amigos, petiscos e cerveja bem gelada? No entanto, qual a melhor cerveja para harmonizar com os petiscos praianos? “Quando se fala em praia a cerveja mais pedida quase sempre é a Pilsen, no entanto, existem vários outros tipos de cervejas artesanais que combinam e muito com os petiscos disponíveis na beira da praia”, afirma Eduardo Farias, da cervejaria DeBron Bier. Abaixo, Farias elenca algumas harmonizações que caem bem com um petisco na beira da praia:


Tiras de peixe – A clássica Pilsen é uma excelente pedida, principalmente por ser um pouco amarga. Ela é produzida de acordo com a lei da pureza de 1516, ou seja, puro malte. Uma cerveja de baixa fermentação, dourada e com espuma cremosa. Com aroma que remete a cereais e um suave floral de lúpulo, e sabor leve e refrescante.


Anéis de lula e Ostras – A Witbier complementa o sabor dos frutos do mar, por ser bem cítrica. A cerveja é um estilo típico da escola belga. leva trigo e tem textura saborosa e cremosa. É uma cerveja cuidadosamente condimentada com sementes de coentro, raspas de laranja e limão siciliano.


Milho verde cozido com manteiga – A Weizen é encorpada, tem sabores de fruta e desta forma, é excelente acompanhamento com o milho verde. De coloração amarelo claro, ligeiramente turva, com espuma abundante, possui aroma e sabor intenso, ressaltando esteres frutados que lembram banana, cravo e noz.


Acarajé – O acarajé pede uma cerveja forte e se ele estiver quente (com pimenta), uma IPA é a melhor combinação. “O amargor característico seco refrescante, com notas condimentadas, aroma frutal, floral e cítrico da IPA configura como um excelente acompanhamento”.


Moqueca de peixe – Para esse prato a cerveja ideal é a Pale Ale, por ter bastante presença de malte e lúpulo. A cerveja apresenta alta fermentação, tem cor laranja acobreado, é brilhante e tem espuma baixa. Os aromas e sabores remetem ao cítrico com notas frutadas, malte caramelo e lúpulo com médio amargor e de gosto seco.


Tapioca de coco com leite condensado – O leite condensado é um recheio clássico da tapioca e ele cai muito bem com o estilo stout. A cerveja, além de apresentar aromas de rapadura e chocolate, é levemente amarga, o que contribui para diminuir o leite condensado.

Cerveja Proibida lança a Puro Malte Lager

Um novo ano chegou! E, com ele, a nova cerveja da Família Proibida: a Puro Malte Lager, lançada para ser uma opção nesse segmento de cervejas.

A Proibida Puro Malte Lager é produzida com lúpulo especial, sem o uso de corantes e com baixo teor de açúcar residual. Por meio de um processo especial e controlado de fermentação, o amargor é harmônico, sem deixar gostos residuais na boca.

A cervejaria garante que o lançamento reúne o que há de melhor em processos e técnicas, sendo produzido com baixa fermentação, normalmente em temperaturas entre cinco e 14 graus, e sem a adição de adjuntos, como milho ou arroz.

Stella Artois leva galera para o bar para comemorar o Natal

A Stella Artois lança o Vale-Presença, que dará um balde com a cerveja em diversos bares e restaurantes de todo o Brasil, para quem for brindar, relembrar e criar novas memórias juntos nas confraternizações de final de ano.


E para curtir com esse presente de Stella Artois, é bem fácil: acesse www.valepresenca.com.br e cadastre os amigos com quem você quer celebrar essa reta final de 2018 (no máximo, 12 pessoas). E aí, começa o quebra-cabeça, com cada um recebendo um pedaço de uma imagem pelo celular que, quando colocadas juntas, formam o Vale-Presença. O garçom valida e pronto, a “Stellinha” gelada já está presente para esse momento de união e comemoração ficar ainda mais gostoso.


No Recife a ação está acontecendo no Vaporetto, Barchef, Reteteu, Bode do Nô , Bar do Neno, Escritório ZN, Pitaco e Confraria do Mar até 23 de dezembro.


“Stella Artois foi criada no Natal para unir as pessoas e, nada mais justo que, então, a marca relembre seus consumidores da importância da data, celebrarmos quem gostamos e também para agradecer cada momento que vivemos com essas pessoas em 2018”, afirma Lucas de Oliveira, gerente de marketing de Stella Artois.